segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Sobre Vinícius e Eu


Que me perdoe o homem que eu amo, mas meu coração hoje é de outro. De um homem que fala sentimentos; aquele que foi abençoado com o dom de traduzir o coração em palavras; que me arranca facilmente lágrimas quando fala, quando canta; um homem que tem o poder de me deixar tonta em cada verso; que parece me conhecer melhor que a mim mesma; um homem que tem o dom do Amor (do amor em todas as suas formas, na sua crua verdade, romântica ou animal, mas amor).
Se me fosse concedido um único desejo, desejaria, com todo meu íntimo, um momento, um segundo que fosse, no qual eu pudesse olhar, só olhar, no fundo dos olhos daquele que eu descobri como sendo a tradução da maior das sensações humanas.
E em meio a meus tantos sonhos, um poema. Um poema sobre Vinícius e eu. Um poema dele para esta que tudo faria se pudesse ser mais um de seus brotinhos indóceis, que daria qualquer coisa por uma palavra com o poeta dos que amam.
A ele, Marcus Vinicius da Cruz de Mello Moraes, só posso, na minha condição de admiradora incondicional, agradecer por ter, então, mudado minha vida. Por me ensinar a chorar por amor, a cantar o amor, a acreditar no amor, a descobrir o que é preciso para viver um grande amor. Que, principalmente, me fez entender que até eu, quem diria, posso ser uma menina com uma flor.
E, outra vez, que me perdoe o homem que eu amo, mas, dos meus sonhos, queria ter tido eu, uma vida com Vinícius.


P.s.:
"Poeta
Poetinha vagabundo
Quem dera todo mundo
Fosse assim feito você
Que a vida não gosta de esperar
A vida é pra valer
A vida é pra levar
Vinicius, velho, saravá"
(Samba Para Vinícius - Toquinho e Chico Buarque)

7 comentários:

  1. olá mocinha...adorei sua visita novamente pelo meu blog...
    Primeiramente copiei isso pra tentar responder o que escreveste no meu Blog.

    "A gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira coisa... e, enquanto se passa tudo isso, a coisa propriamente dita começa a desconfiar que não foi propriamente dita." (Mário Quintana)...rs.

    Descordando um pouquinho só de vc ou não...rs.
    Eu acho que uma amizade precisa sim, de algumas coisas que escrevi ali...
    Na relação de amizade que citei ali, tanto eu quanto o outro...
    Quando vc diz: De duas pessoas que se disponha de coração a entender um ao outro...vc tá resumindo extamante tudo que eu quero dizer.

    De alguém que nos fale sobre a vida...( a seu modo de ve-la)
    Que nos ensine a tocar, cantar seguir uma melodia ( caso estejamos errada, nos mostre)
    Não usasse o choro para fazer acreditar no que está dizendo.

    Quando digo que nos faça ter a certeza que a verdade é aliada da amizade, quero dizer...que mesmo que doa, seja sincera sempre!

    É mais ou menos isso...de qualquer forma adorei sua passagem por lá...e faço questão que continue a ler meus pensamento e a fazer qualquer crítica ou elogio.

    Obs: Lindo o que vc escreveu sobre Vinícius de Moraes!!!

    Sobre aquele texto que pedi pra copiar...coloquei no meu orkut tá?
    Vc tem?
    O meu é laci Bustamante, qualquer coisa me procure!
    Obs:

    ResponderExcluir
  2. Ah o amor!!!

    Existem pessoas que são "tradutoras do coração". Tem como função e traduzir em palavras aquilo que sentimos e não conseguimos dizer.

    Mostram por meio de canção, verso e prosa a vida ideal, o amor ideal e até o dissabor ideal. Realmente Vinicius é uma dessas pessoas.

    ResponderExcluir
  3. Oie...rs!
    Acho que acabei entendendo errado né??
    DESCULPINHA, mas é que li muito rápido...
    Mas é sempre muito bom...dividir o que pensamos com os outros...assim descubrimos formas de pensar diferente das nossas.
    E fiquei ainda mais feliz em saber que vc gostou!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. NHAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    N TA MAIS POSTANDOt____t

    ResponderExcluir
  5. perando mais textos lindos como este^^

    sinto falta dos seus textos eram minha leitura matinal
    agora fui ler alberto caeiro q tm é mto bom^^
    te amo

    ResponderExcluir